Enquanto há países como Brasil e EUA onde as mortes de pessoas pelas mãos da polícia são contadas aos milhares, a fria Noruega dá um exemplo ao mundo em termos de estabilidade social. Sua polícia não precisa usar armas, de fato, e desde de 2006 não há sequer uma morte registrada por policiais. O acontecimento violento mais recordado foi o atentado perpetrado por Anders Breivik em Oslo e Utoya, onde morreram 77 pessoas. Nesse caso a polícia disparou contra ele, mas esse é um fato isolado dentro do panorama geral.

01-ha-10-anos-a-policia-norueguesa-nao-mata-uma-pessoa.jpg

Em 2014 os oficiais sacaram suas armas 42 vezes, mas somente dispararam duas e em nenhuma delas feriram uma pessoa. Isso contrasta muito com Nova Iorque, por exemplo, onde a polícia em uma ano mata mais de 600 pessoas, ou, pior, com o Brasil, onde a polícia, em 5 anos, matou em média 6 pessoas por dia.

A polícia da Noruega diferencia-se de muitos outros países em que as armas de fogo naõ são usadas a cada vez que há um problema, senão que buscam outros métodos de atuação quando se apresentam situações complicadas; a arma de fogo é sempre a derradeira alternativa.

02-ha-10-anos-a-policia-norueguesa-nao-mata-uma-pessoa.jpg

Já no Brasil a tropa mais letal está no Rio de Janeiro, seguida pela de São Paulo e Bahia. Nossos secretário de segurança vivem dizendo que estão tratando de baixar suas cifras neste âmbito, e que buscam que a polícia tenha um trato mais face a face com os indivíduos criadores de problemas. Mas a verdade é que o caos social imperante em um país desgovernado, sem freio pirambeira a baixo e com a segurança pública falida, a bandidagen rola solta. Policial prende bandido de manhã e a tarde o vagabundo está nas ruas novamente.

03-ha-10-anos-a-policia-norueguesa-nao-mata-uma-pessoa.jpg

A violência nunca deve ser a primeira opção e os especialistas em segurança sabem muito bem disso, já que se transforma em um círculo vicioso que não tem fim; violência gera violência. Um dos efeitos positivos gerados pela atuação da polícia norueguesa é o da alta confiança de seus cidadãos nela. A população sabe que pode confiar em seu procedimento e que são justos à hora de aplicar a força.

Para nós resta o enigma do biscoito Tostines: a polícia brasileira é mais letal porque vivemos um caos social ou o caos social e político é resultado da leis laxas e não aplicadas?